Express Entry: sua imigração para o Canadá


O Canadá é um país que, sem dúvida nenhuma, eu moraria feliz da vida! Pessoas gentis e educadas, segurança absoluta, empregos com salários justos e as belezas naturais - além das construídas com todo capricho pelo homem canadense - fazem com que o país ofereça um excelente nível de qualidade de vida. E não me venha falar do frio! A estrutura das residências e empresas, dos automóveis e até dos pontos de ônibus é tão bem adaptada, que você passa menos frio lá do que no inverno do Brasil - bom, talvez isso não seja válido para o Nordeste...

Sério, não conheço uma pessoa sequer que tenha morado ou visitado o país e não tenha se apaixonado! Falando nisso, cada vez mais brasileiros estão indo morar no Canadá. Toda vez que comento que gostaria de fazer o mesmo, alguém diz: aaah o Canadá tá precisando muito de gente pra trabalhar lá, né? Tenho um amigo/parente/conhecido que imigrou pra lá!

Empolgada com a ideia, fui pesquisar como imigrar para o Canadá e encontrei o programa Express Entry - ou, em português, "Entrada Expressa".

Express Entry Canada

Lançado em janeiro de 2015, é o atual programa de imigração para o Canadá.


Como funciona o Express Entry (EE)

O EE agrupa três outros programas de imigração mais antigos, unificando o processo:
- Federal Skilled Worker Program
- Federal Skilled Trades Program
- Canadian Experience Class
Datas das chamadas do Express Entry 2015
Datas das chamadas do Express Entry

 De acordo com o novo sistema, os candidatos inscritos acumulam
 pontos conforme suas qualificações, sendo que o máximo é 1.200
 pontos. Aqueles que atingirem as pontuações mais altas, são
 convidados pelo governo a retirarem a residência permanente. A
 partir da data do convite, o visto sai rapidinho, em até 6 meses. É daí
 que vem o "expresso" no nome.

 A imagem à esquerda mostra as datas de todas as chamadas realizadas
 este ano. Nas três primeiras, a menor nota de corte dos candidatos foi de
 808 pontos. A boa notícia é que essa nota caiu bastante, chegando a 451
 pontos - com 1581 selecionados - no 13° round. Confira aqui a lista
 completa dos dados de cada round.



Como acumular pontos para o Express Entry

Há várias categorias relativas à acumulação de pontos. Dentre elas:

Idade
Critério idade no Express Entry

Escolaridade
Critério escolaridade no Express Entry

Proficiência nas línguas estrangeiras faladas no Canadá (inglês e francês)

Algumas qualificações combinadas somam pontos extra

a) Proficiência em idioma com nível 7 + nível superior:

Idioma + escolaridade Express Entry

b) Experiência profissional no Canadá + nível superior:

Experiência profissional no Canadá + escolaridade

c) Experiência profissional no exterior + proficiência em idioma nível 7:

Experiência profissional no exterior + proficiência em idioma nível 7

d) Experiência de trabalho no exterior com experiência de trabalho no Canadá:



Você deve ter notado que o somatório de pontos para solteiros é um pouco maior do que o de casados. Isso ocorre porque o cônjuge também soma uns pontinhos de acordo com o nível de escolaridade, proficiência em idiomas e experiência profissional no Canadá. No fim das contas, solteiros ou casados somam 600 pontos igualmente no total para as mesmas categorias.

Porém, o que confere nada mais nada menos do que 600 pontos extra, é uma oferta de trabalho de uma empresa canadense ou uma nomeação provincial/territorial expedida por uma das províncias do país - confira mais sobre essa nomeação aqui. Basicamente, se você tem um desses dois privilégios, já tá dentro do Express Entry! (lembrando que a nota de corte da chamada de julho foi de apenas 451 pontos)


Como se preparar para o Express Entry

Se você já começou a calcular os seus pontos e viu que a coisa tá feia, não se desespere! A maioria de nós, meros mortais (principalmente brasileiros), não alcança a pontuação necessária já de cara. Mas você pode se preparar pra chegar lá, porque o EE não chama quem se inscreve primeiro, e sim quem é mais qualificado.

1° passo: comece a guardar todo o dinheiro que puder, porque você vai precisar!

2° passo: garanta o seu inglês ou francês
Se ainda não tem um bom domínio do idioma, comece a estudar. Se já tem, faça o teste de proficiência - IELTS ou CELPIP para inglês e TEF para francês. Você precisará do certificado com a sua nota em mãos caso seja chamado para o EE.

3° passo: providencie os requisitos de escolaridade
a) Já sou formado -> Vai precisar validar o diploma junto ao sistema de ensino canadense - veja como fazer isso aqui
b) Ainda não sou formado -> Se está cursando uma universidade, verifique a possibilidade de fazer um intercâmbio no Canadá! Isso vai te dar pontos extras na aplicação do EE e ainda ajudar a criar um networking pra futuras propostas de trabalho. Caso ainda não tenha começado nenhum curso superior, mãos à obra! Além da faculdade, tecnólogo também é aceito. Outra opção é nem começar um curso no Brasil e pular direto para o 4° passo.

4° passo: estude no Canadá
Mesmo que você já tenha feito graduação e até pós no Brasil, estudar no Canadá é a melhor forma de entrar e se fixar no país. Vários cursos superiores canadenses permitem que o estudante trabalhe até 20 horas desde o início dos estudos, o que ajuda a cobrir os gastos e ainda proporciona a experiência profissional + possibilidade de oferta de trabalho, que vai te empurrar lá pra cima no ranking do Express Entry. O problema é que esses cursos não são nada baratos, custando a partir de C$5.000 (dólares canadenses). Porém, com nota boa no teste de proficiência em inglês ou francês, é possível conseguir bolsas de estudo integrais ou parciais, mas isso é assunto pra outro post...

5° passo: faça a sua inscrição no Express Entry
Se você seguiu os outros quatro passos e chegou até aqui, sua aprovação no EE está praticamente garantida. Junte a documentação, a oferta de trabalho e inscreva-se no programa. Aí é só esperar ser chamado, cuidar dos trâmites finais e viver feliz pra sempre no Canadá haha


- A página de inscrição e mais informações estão disponíveis no site oficial do programa: http://www.cic.gc.ca/english/express-entry/
- Página com as pontuações completas para cada qualificação, incluindo as do cônjuge: http://www.cic.gc.ca/english/express-entry/grid-crs.asp
- Informações sobre visto de turismo, estudo ou trabalho também podem ser encontradas em http://www.cic.gc.ca


Sei que não é fácil conseguir uma aprovação no EE, tanto é que eu ainda tô longe de conseguir a minha. Mas é uma boa oportunidade, né? Nem que seja só pro longo prazo :)

Espero ter ajudado compartilhando essa opção de imigração para o Canadá, um país mais que encantador. Compartilhe esse artigo com seus amigos que também querem ir pra lá e, qualquer dúvida, é só perguntar nos comentários.


Um abração e boas viagens para nós!

Se você curte os artigos do Mundo de Viajante, cadastre-se aqui para receber os próximos posts no seu e-mail. É gratuito e eu prometo que nunca enviarei nenhum spam!

Para não perder nenhum conteúdo, acompanhe-nos também pelo Twitter e Facebook.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Mayumi Tsuruyama

Me formei em Administração por adorar o universo empresarial. Mas também sou freelancer e blogueira, por amor ao mundo e à liberdade. Encaro todas as viagens que já fiz e ainda farei como trajetos de uma viagem maior, que é a vida. Seja como turista, estudante, trabalhadora ou mochileira, viajar me completa. E eu ainda tô longe dos 100%!
    Comentar via Blogger
    Comentar via Facebook

4 comentários:

  1. Muito obrigado, estou me preparando para o processo seu post ajudou MUITO. Fica com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, que ótimo saber que pude ajudar! :)

      Boa sorte no processo e, quando conseguir, volta aqui pra me contar hehe... Um abraço!

      Excluir
  2. Ótimas dicas! Thanks!

    ResponderExcluir

O que achou do artigo? É sempre gostoso ler as opiniões e contribuições de quem passa por aqui!
Se tiver alguma dúvida, leia a Política de comentários do Mundo de Viajante.